Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

17
Jun16

República Checa 2 - 2 Croácia: Os Croatas Com Adeptos Destes Não Precisam de Adversários...


J.G.

540925332.jpg

 

Por muitos torneios que vejamos, por muito futebol que nos passe pela vista, há situações que nunca vamos entender. O Final de jogo em Saint-Ètienne ficará na história deste Euro como a sequência mais surreal que já se viu, sendo que os adeptos resolveram trair a própria equipa!

 

Comecemos pela entrada das equipas para esclarecer já que escolhemos Srna como melhor em campo pela sua atitude incrível de continuar a jogar o Euro depois de ter ido ao funeral do seu pai na Croácia. Logo ao ouvir o hino tivemos uma das imagens mais fortes do campeonato com o capitão croata emocionado a chorar. Depois entregou-se ao jogo como é seu timbre e arrancou uma exibição muito honrosa.

 

A Croácia aproveitou o balanço que trazia da vitória na estreia e apresentou o mesmo onze que defrontou a Turquia. Dominaram o jogo todo e estiveram sempre mais perto de marcar. Era uma questão de tempo. Foi ao minuto 37 que Badelj desmarcou Perisic que aproveitou a fraca oposição para abrir o marcador. Era o segundo golo do dia para um jogador do Inter, depois de Éder ter dado a vitória à Itália.

Na 2ª parte o jogo não mudou muito e a Croácia chegou com naturalidade ao 2-0, Brozovic serviu Rakitic que aproveitou para dar uma vantagem mais justa à sua equipa. 

O jogo parecia resolvido e a R. Checa era uma desilusão. Vrba resolveu apostar em Lafata que voltou a ser uma nulidade e continuava com o seu ataque muito dependente de Rosicky. Foi o "10" checo que deu uma esperança ao seu país quando fez um belo passe para uma fabulosa cabeçada de Skoda fazer o 2-1. Já o treinador tinha mexido na equipa e a diferença notou-se de imediato. Não só com a presença de Skoda como também de Necid a criar algum respeito à defesa contrária.

 

Os croatas sentiram que a vitória estava em perigo e reagiram muito bem voltando a ter a bola espreitando o 3-1. Entretanto, já tinham perdido Modric por lesão e viriam a perder a cabeça com uma atitude vergonhosa dos seus adeptos. A poucos minutos do fim, da bancada dos croatas chovem tochas acesas para o relvado! Cerca de 15 tochas caíram na zona entre a grande área de Cech e a bandeira de canto. Pior, um dos bombeiros que tentava limpar o relvado rapidamente ia pegar num petardo que rebentou na altura em que se aproximou. Inacreditável. Jogo parado, jogadores croatas incrédulos a pedirem contenção, bancadas com clareiras e adeptos a lutarem entre si, polícia indecisa perto do relvado a assistir a tudo. Enfim, este Euro está a ter problemas a mais.

 

Como castigo, os croatas desconcentraram-se, os checos acreditaram e o defesa central Vida resolve por a mão na bola na sua área oferecendo um penalti que Necid agradeceu e transformou num empate impensável até aos 75 minutos de jogo. Já estávamos em tempo extra e foi mesmo a R. Checa a estar perto da reviravolta. Acabou com um empate que deixa uma esperança de sobrevivência para os checos. 

A Croácia terá de esperar pela reacção da UEFA e lutar na última jornada pelo apuramento com a ... Espanha. 

 

Melhor em campo: Srna