Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

17
Jun16

Espanha 3-0 Turquia : banho turco dos Espanhóis!


Pedro Varela

vitoriaespanha.jpg

 

Por razões diferentes havia a curiosidade de compreender como iriam jogar Espanha e Turquia após as suas estreias no Europeu. A Espanha que vinha de uma vitória por 1-0, justa mas arrancada a ferros, entrou em campo sem alterações no 11 inicial, Vicente del Bosque entendeu não mexer na estrutura que tinha apresentado na primeira jornada. A vitória hoje dava a qualificação para os oitavos de final, vale a pena recordar que esta Selecção Espanhola não perde na fase de grupos desde 2004 contra Portugal.

A Turquia, depois de uma exibição apagada diante da Croácia, onde perdeu por 1-0, tinha de entrar neste jogo com esta predisposição, uma nova derrota podia colocar um ponto (quase) final na participação no Euro, mas Fatih Terim apenas realizou uma alteração em relação ao 11 do primeiro jogo, na frente de ataque entrava Burak Yilmaz, avançado do Beijing Guoan.

 

O domínio Espanhol foi completo nos primeiros 45 minutos. Mas comecemos pelo amarelo a Ramos logo no primeiro minuto. Não se percebe como um jogador experiente arrisca desta forma. Ah...é o Ramos!

As oportunidades de golo foram aparecendo em catadupa, primeiro por Morata num remate forte defendido para canto, depois a bola ao poste no desvio do turco Hakan Balta, Morata estava lá para emendar e Piqué, novamente de cabeça, sozinho, quase a inaugurar o marcador.

Refira-se que a primeira oportunidade da Turquia foi de livre directo aos 23 minutos. 

 

Seguiram-se 8 minutos de excelente futebol com destaque para Nolito e Morata. E Iniesta, mas já lá vamos. Aos 28', Nolito tem uma excelente oportunidade para abrir o activo, aos 34' novamente Nolito no lance, a assistir para Morata marcar o primeiro golo do jogo e 2 minutos depois, após um desastroso alívio de Topal, nem se percebe bem o que queria fazer, Nolito com calma colocou a bola no fundo da baliza de Babacan.

 

Ao intervalo o resultado era de 2-0 para a Espanha e percebia-se que estávamos perante o primeiro jogo do Euro em que uma Selecção iria marcar três ou mais golos.

 

E assim foi!

 

Com dois minutos na segunda parte, numa triangulação fantástica entre Iniesta, Alba e Morata, surgia o terceiro golo da Espanha. De notar, que a "Roja" nos primeiros 45 minutos tinha 68% de posse de bola, mais de 330 passes completos, o triplo dos Turcos, com uma percentagem de sucesso perto dos 90% e dois golos. Um luxo!

 

O sentido do jogo pouco se alterou na segunda parte, apesar da saída de Calhanoglu para a entrada Sahin na Turquia, a Espanha continuou em busca de mais golos.

 

Pelo meio, uma situação caricata. Arda Turan faz um gesto para os seus adeptos Turcos, de descontentamento pelas críticas no primeiro jogo, onde admitiu não ter jogado bem, mas que as críticas eram pesadas e até de certa forma injustas. Mas os adeptos não compreenderam e a partir desse gesto em campo, continuaram a não perdoar as suas exibições e assobiaram-no sempre que tocou na bola. Diria que com o jogo em 3-0, Terim podia ter poupado o seu jogador a este triste espectáculo!

 

A Espanha jogou sem pressão os últimos 20 minutos de jogo. Deu para efectuar alguma substituições que permitia descansar alguns jogadores importantes para o próximo encontro, Fabregas saía para dar lugar a Koke e minutos antes já Bruno tinha entrado para o lugar de David Silva.

 

Recupero Iniesta, tal como tinha referido em cima, para dar razão ao que Camacho tinha dito no primeiro jogo da Selecção Espanhola, quando venceram por 1-0 com assistência do médio Espanhol. O jogador do Barcelona há muito que já merece uma bola de ouro, é uma autêntica delícia ver como trata a bola, a forma carinhosa como a endossa para os seus colegas que, habitualmente, têm mais de metade do trabalho feito após as suas assistências. O terceiro golo mostra-o, Alba agradece!

 

A melhor oportunidade Turca na segunda parte surgiu aos 86', por Ozyakup, mas Azpilicueta, que tinha acabado de entrar em campo, não permitiu. Muito pouco para uma Turquia que já tinha feito um pálido jogo contra a Croácia e hoje esteve praticamente no nível zero. Muito pobre!

 

Vitória justíssima da Espanha que assim arruma as contas do apuramento e apura-se para os oitavos de final do Europeu ao fim de duas jornadas. A primeira Selecção a marcar 3 golos!

 

Homem do jogo: Iniesta