Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

17
Jun16

Itália 1-0 Suécia: Italianos nos oitavos!


RSolnado

 

Nas equipas iniciais, Conte trocou Darmian por Florenzi, que estranhamente jogou na esquerda e não mostrou grande capacidade para tal. O homem da Roma sente-se melhor do lado direito e revelou dificuldades para se integrar na manobra da equipa. Do outro lado Ekdal rendeu Lewicki, e Guidetti rendeu Berg.

Uma primeira parte sem sal nem pimenta, foram 45 minutos de tédio sem qualquer perigo junto das balizas. Somente 2 remates para cada lado e apenas um à baliza. As equipas muito encaixadas, a Itália a apostar na saída controlada e nos passes directos com a bem coordenada defesa sueca a dominar nas alturas. Tal como no primeiro jogo, a Suécia mostrou uma enorme falta de ideias com bola. A equipa raramente se desorganiza, mas para ganhar jogos é preciso marcar golos, para marcar golos é preciso criar situações para tal.

Na etapa complementar o jogo pouco mudou. A Itália entrou mais pressionante e numa par de cantos e alguns cruzamentos levou perigo relativo à baliza de Isaksson. O jogo foi seguindo sem muito entusiasmo e não mudava de paradigma. Pobre Suécia ofensivamente, Itália pragmática, a correr poucos riscos. Aos 60’ começou a dança dos bancos, Pelle deu lugar a Zaza apostando assim Conte num ataque mais móvel, já que a defesa sueca estava a dar conta do mais posicional Pelle.

A Suécia iria terminar o jogo sem nenhum remate à baliza. Aí vão 180 minutos no Euro e nem um remate enquadrado…a melhor ocasião deste jogo veio num lance de fora de jogo, Zlatan à boca da baliza teve um falhanço incrível, mas estava em posição irregular. Se não estivesse, tinha razões para dar umas valentes cabeçadas no poste.

Conte tirou o amarelado De Rossi e lançou Thiago Motta, e foi colocando o jogo no frigorífico até ao golpe final. Aos 82’ o aviso italiano. Giaccherini apareceu no jogo com um cruzamento perfeito para a entrada de Parolo nas costas da defesa, o cabeceamento foi à barra. Aos 88’, o golo da vitória: lançamento lateral longo de Chiellini executado de forma rápida, Zaza a ganhar de cabeça e assistir Éder, o italo-brasileiro ainda tinha força para arrancar em velocidade em diagonal da esquerda para o meio a fugir à defesa, atirando forte e colocado sem hipóteses para Isaksson!

Mais um golpe à italiana, o 2x0 ainda espreitou mas Isaksson negou o golo a Candreva. Apito final, dois jogos e seis pontos depois a Itália já está nos oitavos de final, e caso a Irlanda não vença a Bélgica amanha, até fica já com o primeiro lugar garantido no Grupo E. Nada mau para aquela que era a pior Itália de sempre. A Suécia terá de reinventar o seu futebol no derradeiro jogo para não ficar pela fase de grupos.

Homem do jogo: Éder