Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

03
Jun16

Grupo A: Roménia


J.G.

  • Fifa ranking 22 
  • Grupo 
  • Treinador Anghel Iordanescu 
  • Primeiro Jogo França 

 

  

 

Em 2014 o futebol romeno resolveu chamar de volta Anghel Iordanescu, o homem que liderou o Steaua de Bucareste que surpreendeu o mundo do futebol nos anos 80 e que levou a selecção romena ao topo das preferências dos românticos da bola com a inesquecível participação no Mundial 1994. 

Depois de uma década afastada dos grandes palcos, a Roménia regressa ao convívio com as melhores selecções mas não se espere um futebol de encantar porque já não há mágicos como Hagi. Iordanescu é agora um treinador realista apostado na solidez defensiva do seu 4-2-3-1 que levou a Roménia a França sem perder nenhum jogo na fase de qualificação e só com dois golos sofridos.

O registo é assinalável mas a qualidade dos adversários não impressionou, a Irlanda do Norte até venceu o grupo. 

Espera-se uma equipa bem organizada de trás para a frente com destaque para o guardião Tatarusanu da Fiorentina e o central Vlad Chiriches do Nápoles, que passou pelos juniores do Benfica. 

As esperanças atacantes estão no jovem Nicolae Stanciu e em Florin Andone, que há muito prometem voos mais altos do que Steaua e Córdoba, respectivamente. Há reais possibilidades de apuramento na luta com Albânia e Suíça.

  

Craque

Vlad Chiriches

É a figura simbólica desta equipa de Iordanescu forte a defender. Chiriches tem a experiência da Serie A pelo Nápoles aliada à moral com que enverga a camisola do seu país. Forte no jogo aéreo, bom na antecipação, autoritário no desarme e confiante a sair com a bola para o ataque, é a referência defensiva da equipa.

 

Revelação

Florin Andone

Tem o curioso trajecto de ter emigrado para Espanha muito novo onde tem feito carreira de baixo para cima. Sempre fez questão de jogar pelo seu país de nascença apesar de ter sido bem recebido em Espanha. Fez grande época na segunda divisão espanhola pelo Córdoba revelando-se goleador e pronto para o previsível salto para uma equipa da Liga principal. Com 23 anos, esperam-se de Andone golos que levem a Roménia mais longe.

 

Onze Tipo:

Tatarusanu; Sapunaru, Chiriches, Grigore, Filip; Pintilii, Hoban; Popa, Stanciu, Stancu; Andone.