Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

Parque dos Príncipes

Espaço dedicado à cobertura do Campeonato Europeu de Futebol de Selecções a decorrer em França de entre 10 de Junho e 10 de Julho

05
Jul16

E Agora, Alemanha?


J.G.

1888077-39757380-2560-1440.jpg

 

Os alemães começaram por resolver calmamente a sua situação no Grupo C. Uma vitória frente à Ucrânia deu o mote para uma primeira fase tranquila. Contra a Polónia houve muita luta mas as duas equipas ficaram contentes com o nulo, depois os alemães só precisaram de um golo para bater os simpáticos irlandeses do norte e ficar no 1º lugar. 

Contra a Eslováquia o ritmo foi de passeio, vitória fácil e apuramento garantido para uma série de autênticas finais antecipadas. O primeiro sinal de real candidatura ao título europeu veio no jogo com a Itália. Low surpreendeu ao apresentar uma equipa trabalhada especialmente para bater os italianos, com um 3-5-2 sem Draxler e com uma dinâmica que anulou o bom futebol que o adversário tinha mostrado com a Espanha. 

Flexível tacticamente e com rotatividade de unidades em várias posições, a Alemanha dominou o jogo com a sua besta negra que sempre os tinha afastado das grandes competições. A vitória parecia clara e justa não fosse um erro ridículo de Boateng a adiar tudo para o drama dos penaltis onde os alemães até deram algumas baldas, coisa raramente vista, mas os italianos fizeram ainda pior.

 

Ficou a ideia de uma Alemanha forte mentalmente, prática nos vários momentos do jogo e com trunfos de respeito na hora de decidir. 

O problema de Low é que a equipa está fortemente abalada para esta meia final com as ausências de Hummels, por castigo, e dos lesionados Gomez, Khedira e, provavelmente, Schweinsteiger. Tendo em conta que a aposta em Mario Götze não correu bem e que Draxler é muito inconstante, Low vai ter de improvisar para enfrentar uma França na máxima força após o passeio contra a Islândia.

 

É a primeira vez que estas duas equipas se defrontam num Europeu mas em Mundiais o saldo é muito favorável à Alemanha, basta recordar a vitória em 2014 com golo de ... Hummels.

Teoricamente, a Alemanha parte em desvantagem. Joga em casa da França, teve um desgaste enorme contra a Itália enquanto a França goleava a Islândia, tem vários ausentes importantes para a equipa mas são os campeões do Mundo. Ninguém duvide que vão dar tudo para chegarem a mais uma final de um grande torneio.